Prefeitura Municipal de Erechim - EreTech Summit: multiplicidade de conhecimentos
Conteúdo

https://www.pmerechim.rs.gov.br//noticia/18911/eretech-summit-multiplicidade-de-conhecimentos

24/11/2023

EreTech Summit: multiplicidade de conhecimentos

Diversas palestras sobre os mais diferentes assuntos compôs a programação da tarde

Na parte da tarde, no palco principal do 1a edição do EreTech Summit, que está sendo realizado no Polo de Cultura da Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (ACCIE), em Erechim, trouxe uma multiplicidade de palestras. A seguir um pouco de cada uma delas.

Evolução da humanidade

A primeira palestra da tarde começou com Alsones Balestrin com o tema “Inovação e transformação digital em uma sociedade de mudanças exponenciais” fez apresentação da evolução da humanidade, das tecnologias ao longo do tempo. “O homem não começou a inovar no século passado, o homem cria desde que se conhece como homem, como humanidade, estamos criando coisas extraordinárias”, afirma Alsones.

O palestrante interagiu com a Sofia, Inteligência Artificial, durante a apresentação. Ele disse que a Inteligência Artificial vai criar mais ruptura, mais impacto, disrupção do que a Internet criou. Alsones perguntou para Sofia como transformar Erechim num ecossistema de empreendedorismo e inovação e a resposta foi a seguinte: “Eventos como este plantam a semente da curiosidade e inspiração, são cruciais para criar uma atmosfera que valorize a inovação e a tecnologia”, respondeu Sofia.

“Inovação é a base de tudo”

A segunda palestra da tarde foi com Matteo Soares Ortigara abordou o tema “Inovação: as novas regras do jogo”. Segundo ele, “você não é o teu certificado. Inovação está em todo o lugar, nos relacionamentos, na empresa, todos os dias, não limite a tua a vida a tua certificação. Inovação tem a ver com testar, fazer coisas, exercícios, ter comportamentos diferentes, ter meios diferentes para chegar ao mesmo lugar. Para inovar faça três perguntas: o que foi bom, o que foi ruim e como podemos inovar e, assim, está instalada a cultura de inovação. Inovação é sobre cooperar e não competir, e se cooperar você cresce e se desenvolve. Pessoa que não inova, empresa que não inova, não se desenvolve. Inove na sua própria vida”, disse Matteo.

Importante persistir

A terceira palestra da tarde foi com o CEO Fundador da System Software de Gestão,
Paulo Zanoelo. “Somos mais fortes juntos este é o nosso lema na empresa. Limite do teu sucesso é o teu conhecimento, e o tempo de permanência é a tua ética. A System está há 37 anos no mercado graças à persistência. Gosto de olhar para o futuro. Somos dedicados em dar qualidade de vida aos nossos colaboradores. Fizemos gestão de qualidade feita de pessoas para pessoas. A System faz gestão baseada em dados”, afirma Paulo.

Segundo Paulo, a Prefeitura de Erechim, na área pública, é um case de sucesso da empresa, que foi impulsionada nestes últimos três anos. “Fluiu mais, por vontade de mudar dos gestores. Avançamos na parceria com a prefeitura, no aplicativo SysCidadão, Gestão Educacional, Gestão de Ponto, Gestão de Contratos, Protocolos, Processos. Façam com amor e dedicação, que as coisas vão dar certo”, disse ele.

Recomeçar

A quarta palestra da tarde foi com Patrick Zick da empresa Muves Negócios, com o tema “Transição de Carreira”, que abordou os desafios para mudar de profissão e construir uma nova carreira. “O analfabeto do século 21 será aquele que não conseguirá aprender, desaprender e reaprender. Importante é recomeçar quantas vezes for necessário”

Empreendedorismo

A Mulher Tubarão – Empreendedorismo na nova era, Cheila Fernandes, disse que é uma honra ser a única mulher do evento. “Este assunto move a minha vida, que é o empreendedorismo, e o empreendedor tem uma característica que é o movimento. Quando se entra para a carreira empreendedora sofremos de tentativas e erros. Como empreender na nova era? Além da inovação e tecnologia temos que voltar às nossas raízes, porque pessoas se conectam com pessoas, precisamos de recursos de humanização. Se não quiser resolver problemas, então você não pode empreender, porque empreender é resolver problemas”, afirma ela.

Segundo Cheila, é importante buscar conhecimento sem parar, porque o conhecimento ajuda a pessoa a não ser orgulhosa. “Se fracassou em algum momento na tua vida tinha orgulho, conhecimento me permite acessar pessoas, pedir conselhos, conhecimento faz a gente perder o medo de correr riscos, conhecimento nos tira da conformidade. O empreendedor da nova era precisa construir relacionamentos e escolher a ambiência, os ambientes certos, porque estas pessoas não vão deixar eu parar e desistir”, destaca Cheila.

“O empreendedor pode recalcular a rota, não pode desistir no primeiro fracasso, procure o seu por quê, decida estar perto de quem deseja construir e não quem quer desistir e se tiver que ficar sozinho fique. O impossível que você vê hoje, torna-se possível pelo seu movimento”, conclui a palestrante Cheila.

Saúde pública

O empresário, Ronaldo Antônio Pozzobon, da empresa Stepz/Inovadora apresentou o trabalho da empresa, que atua em todo o Brasil, com soluções para a organização da saúde nos municípios. “Respiramos saúde 24 horas por dia, levamos soluções para esta área, desenvolvemos ferramentas de gestão, que são benéficas para o usuário e o gestor. Conheço a saúde pública do Oiapoque ao Chuí e só muda o endereço, a situação é padrão no Brasil todo”, comenta Ronaldo.

Mercado financeiro

Os assessores de investimentos, Leonardo Kasal e Kalvim Romani, da Graham Investimentos, falaram sobre o mercado financeiro. “O Brasil carece muito de educação financeira. A XP trouxe do mercado americano o modelo de assessoria de investimentos. Temos o único escritório credenciado de Erechim, fundado por Adeval dos Santos. Alinhamos inovação, tecnologia e o acesso ao mundo dos investimentos, ajudando as pessoas da região a investir melhor”, disseram eles.

Metaverso

O palestrante, Alexandre Tonin, abordou o tema “Futurismo – futuro do trabalho e metaverso” sempre olhando 10 anos pra frente. Segundo ele, “inovação é algo que não tenha sido massificado na consciência do público, e tecnologia são tentativas de soluções humanas para necessidades humanas, não se restringem a hardware e software. Quem vem causando disrupção no mundo são as startups, mudando as coisas de maneira muito rápido. Estamos no quarto momento de mudança”, afirma.

“O Metaverso é a realidade aumentada, experiências mais imersivas, experiências com avatares, representa as interações digitais novas, fronteira com o digital e não digital se torna mais turva, isso é o Metaverso. A criatividade está no livro que você não lê, na música que você não escuta, no conhecimento que você não adquire e no tempo que você nunca tem”, observa Alexandre.