Prefeitura Municipal de Erechim - Vacinas Bivalente Pfizer contra a Covid já chegaram em Erechim
Conteúdo

https://www.pmerechim.rs.gov.br//noticia/17608/vacinas-bivalente-pfizer-contra-a-covid-j-chegaram-em-erechim

13/02/2023

Vacinas Bivalente Pfizer contra a Covid já chegaram em Erechim

Este lote está destinado ao grupo de idosos que vivem institucionalizados, ou seja, que estão em Instituições de Longa Permanência

Vacinas Bivalente Pfizer contra a Covid já chegaram em Erechim

Erechim recebeu nesta segunda-feira (13), as primeiras doses da vacina Bivalente/Pfizer (que protege contra as duas variantes da Ômicron) e, este lote está destinado ao grupo de idosos que vivem institucionalizados, ou seja, que estão em Instituições de Longa Permanência (ILPs).

O município de Erechim já está organizado para iniciar esta campanha, com escalas e cronograma articulado junto as instituições.

Ao longo dos dias a Secretaria de Saúde irá informar sobre os novos grupos a serem vacinados, que devem seguir com idosos acima de 70 anos, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde e pessoas com deficiência permanente.

Segundo a secretária de Saúde, Éclesan Palhão, a vacinação com este imunizante bivalente é mais uma excelente oportunidade de proteção e prevenção a Covid. “Sem dúvida alguma vacinar salva vidas e é imprescindível que a população entenda esta importância e faça a vacina”, disse.



Esquema vacinal

O esquema vacinal para os grupos prioritários será de uma dose da vacina bivalente (reforço) para as pessoas que apresentarem pelo menos o esquema prévio de duas doses com vacinas monovalentes.

O intervalo para doses de reforço com vacinas bivalentes será a partir de quatro meses da última dose de reforço ou última dose do esquema primário (básico) com vacinas monovalentes.


 

Fases da campanha

  • Fase 1: Pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILP) a partir de 12 anos, abrigados e os trabalhadores dessas instituições; pessoas de 70 anos ou mais; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas;

  • Fase 2: pessoas de 60 a 69 anos de idade;

  • Fase 3: Gestantes e puérperas;

  • Fase 4: Trabalhadores da saúde;

  • Fase 5: Pessoas com deficiência permanente.

     

    O prefeito Paulo Polis, ressalta que toda a população que não está elencada nessa estratégia (adultos, adolescentes e crianças) sigam fazendo o esquema vacinal com a vacina monovalente, e que procurem uma UBS para colocar seu esquema vacinal em dia, caso estejam em atraso. “Porque esta vacina já demonstrou sua eficácia diminuindo internações e óbitos em nossa cidade. Nós só conseguimos diminuir esses índices por causa da vacina, além de também diminuir a circulação do coronavírus”, finaliza o prefeito.