Você está em: Home / Notícias / Alunos da URI participam da Escolinha de Trânsito

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

TRANSITO
04 de Julho de 2022

Alunos da URI participam da Escolinha de Trânsito

Projeto da Prefeitura de Erechim orienta estudantes, familiares, público em geral sobre a importância de ser consciente e responsável no trânsito


A equipe da Educação do Trânsito realizou atividades de conscientização com alunos da URI, neste fim de semana, na Praça Prefeito Jayme Lago. A Escolinha de Trânsito é um projeto que orienta estudantes, familiares, público adulto, sobre como ser pedestre e motorista consciente e responsável.

A Educação do Trânsito é uma iniciativa da Prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social; Coordenadoria de Segurança Pública e Proteção Social e Diretoria de Trânsito.

Projeto já orientou milhares de pessoas

Segundo o secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi, as atividades com os alunos da URI reuniu um bom público, neste ano, a equipe de Educação do Trânsito já orientou e capacitou milhares de pessoas, entre crianças, jovens e adultos.

“Sempre enfatizamos a importância de ter uma postura consciente e responsável no trânsito, seja pedestre ou motorista, e o principal, que a prevenção é o melhor jeito de evitar acidentes e salvar vidas”, disse.

Aulas teóricas e práticas

O secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi, comenta que as atividades da Educação do Trânsito se desenvolvem com aulas teóricas e práticas.

Primeiro os estudantes recebem uma explicação de todo circuito, sobre as principais placas e sinalizações, como funciona e a maneira que eles devem se comportar. Após essas orientações os estudantes viram condutores”, explica.

Simular a realidade

As crianças circulam com os triciclos por todo o circuito montado pela equipe, simulando o que os motoristas precisam fazer na realidade, e isso que é educativo”, afirma o secretário Mario Rossi.

Segundo o secretário, enquanto os estudantes estão dirigindo, os agentes fiscalizam o funcionamento do trânsito, e se eles cometem alguma infração ficam uma volta sem andar, só assistindo os outros circularem. “Então, eles aprendem sobre placas de pare, onde é proibido parar e estacionar, onde é possível estacionar, quando dar a preferência, o que é uma rótula, curva, limites de velocidade, parada de ônibus, semáforo à frente, faixa de segurança, área escolar e velocidade controlada à frente”, ressalta.