Você está em: Home / Notícias / Escada de emergência do Hospital Santa Terezinha está em execução

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

HOSPITAL SANTA TEREZINHA
24 de Março de 2022

Escada de emergência do Hospital Santa Terezinha está em execução

A Fundação Hospitalar Santa Terezinha (FHSTE) está dando andamento nas obras estratégicas que foram alvo de apontamentos, para que a instituição de referência no Sistema Único de Saúde (SUS) para a região, atenda na plenitude as diretrizes legais.

Atualmente foi concluída os apontamentos do Setor de Radioterapia e as equipes trabalham em dois setores, a escada de emergência e a sala de observação do bloco cirúrgico. Ambos os projetos foram aprovados pela Vigilância Sanitária e estão aptos para sua efetivação.

A escada de emergência do pátio interno transpôs todas as etapas do trâmite legal, sendo projetos conclusos e aprovados, processo licitatório e início da obra. A obra está orçada em R$ 575 mil e com os valores assegurados, sendo R$ 250 mil oriundo de emenda parlamentar do deputado Giovani Cherini e R$ 325 mil oriundo de plano de trabalho apresentado ao Estado/SES.

A empresa vencedora do certame foi a LM Comércio e o prazo de execução é para o segundo semestre de 2022.

Nos próximos meses será iniciada a obra da sala de observação do bloco cirúrgico, que vai contemplar sanitários no interior do ambiente, para facilitar o manejo dos pacientes, e uma porta de saída para facilitar o deslocamento após alta, bem como sanitários na sala de espera localizada ao lado. 

A obra está sendo orçada e será executada com recursos de plano de trabalho apresentado ao a Secretaria Estadual de Saúde (SES), numa previsão de R$ 70 mil.

Para concluir a resolução dos apontamentos está em fase de finalização os projetos da escada de emergência do pátio externo, que será apresentado no Plano de Trabalho ao Estado/SES, do programa Avançar 2, para captação do recurso necessário para sua efetivação.

“Estamos concentrando esforços e viabilizando a captação de recursos financeiros através de estreita interlocução com o Governo do Estado, para que estas demandas estratégicas possam ser solucionadas em definitivo”, pontuam os diretores Executivo e Administrativo da FHSTE, Jackson Arpini e Márcio Pires.

Arpini destaca que para regularização destas pendências estão sendo captados recursos extras, considerando que a instituição não tem recursos orçamentários que permite obras deste valor, que ultrapassam o montante e de R$ 1 milhão. “Parcerias e apresentação de projetos aos entes parceiros são as alternativas viáveis”, coloca o diretor.