Você está em: Home / Notícias / Projeto de Robótica Educacional é implantado nas Escolas Municipais de Erechim

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

EDUCAÇÃO
23 de Março de 2022

Projeto de Robótica Educacional é implantado nas Escolas Municipais de Erechim

Estudantes do 4° ao 9° ano das Escolas de Ensino Fundamental terão acesso a conhecimentos que despertarão interesse pela mecânica, elétrica, eletrônica, matemática, ciências, física e a informática


Inovador e pioneiro na Educação Pública Municipal do Rio Grande do Sul e até do País. Assim pode ser definido o projeto de Robótica Educacional que está em funcionamento nas Escolas Municipais de Erechim, e que vai oportunizar aulas de robótica para 440 estudantes do 4° ao 9° ano. Na manhã desta quarta-feira (23), houve a aula inaugural no Centro de Formação Profissional José Oscar Salazar – SENAI Erechim, com a presença do prefeito de Erechim, Paulo Polis, a secretária de Educação, Verenice Teresinha Lipsch, e a diretora do SENAI – Erechim, Valquíria Grazziotin, Diretores, Professores, estudantes e comunidade.

Base para um futuro melhor

O prefeito de Erechim, Paulo Polis, disse que o ensino de robótica vai proporcionar caminhos diferentes, mais tecnológicos, e isso só é possível porque Erechim vive um bom momento. A implantação da Robótica Educacional, afirma Polis, vai agregar muita qualidade ao currículo do Sistema Municipal e ao ensino como um todo. “Estamos criando a base para formar bons profissionais no futuro que irão poder buscar reconhecimento profissional e salários maiores”, disse.

Polis disse que revolução não se faz com armas, mas investindo em educação, e que este é o caminho mais “profícuo”, produtivo, para alcançar os resultados. Por fim, o prefeito agradeceu a colaboração e o trabalho de todos, da higienizadora até a diretora. “A cidade que quer chegar ao topo precisa do esforço e talento de cada um de nós”, disse.
E olhando para os jovens estudantes, o prefeito Polis disse que eles representam o que o município tem de melhor: “o capital humano”.

Noutro patamar

Emocionada, a Secretária de Educação, Verenice Teresinha Lipsch, disse que esse é o primeiro passo de um grande sonho, um compromisso assumido no plano de governo na área da educação com a proposta de oportunizar um novo rumo para os estudantes do Sistema Municipal de Ensino. “Proporcionar aos estudantes novos projetos aliados à inovação tecnológica, conhecimento diferenciado e contextualizado no mundo, é fundamental nos tempos de hoje”, disse.

Verenice ressalta que com o ensino da robótica, a educação Pública Municipal se insere num patamar de alto nível educacional, se equiparando às melhores escolas da rede privada, possibilitando aos estudantes ter grandes conquistas na vida profissional. “Continuem firmes e fortes, estudando, que as oportunidades aparecerão no futuro”, disse a secretária aos estudantes de robótica.

Pronta para atender

A diretora do SENAI, Valquíria Grazziotin, disse que é uma alegria imensa iniciar este projeto. “E mais uma vez Erechim se destaca na educação, e sai na frente nas escolas públicas”, disse se referindo ao ensino de robótica. Valquíria parabenizou a todos pela implantação deste projeto, e afirmou que as exigências do curso são grandes, mas que prepara os estudantes para este novo mundo tecnológico. “O SENAI está pronto para atender a comunidade industrial e agora também os estudantes de Erechim”, disse.

Robótica Educacional

A Robótica Educativa visa levar aos estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais novos conhecimentos sobre tecnologia e ciência. Segundo Verenice, com a robótica, eles aprenderão múltiplas linguagens, a ter raciocínio lógico, capacidade de organização e dinâmica nas relações socioemocionais, no cotidiano do trabalho em equipe, na solução de problemas do dia a dia, além de preparar os estudantes para uma nova era tecnológica e inovadora.
“A proposta é para uma Robótica lúdica, participativa, motivadora e que faça sentido aos estudantes e que proporcione conhecimentos que somem experiências e potencializem as capacidades.

Como funcionará

Os 440 estudantes do Ensino Fundamental serão transportados das suas escolas de origem até as dependências do SENAI. “Ali eles terão acesso a um ambiente moderno e adequado ao contexto, com características de uma sala espaço maker, em que se tem contato com ferramentas, geradores, impressora 3 D e um braço robótico”, afirma.