Você está em: Home / Notícias / As muitas vidas por trás dos números do orçamento

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

GERAL
25 de Fevereiro de 2022

As muitas vidas por trás dos números do orçamento

O município Erechim fechou as contas de 2021 em dia e com capacidade para investir. No entanto, o prefeito, Paulo Polis, ao se pronunciar na apresentação do Relatório de Gestão Fiscal do 3º quadrimestre de 2021, hoje (25), no plenário da Câmara de Vereadores de Erechim, enfatizou que é preciso humanizar esses números, para entender melhor o que eles significam.

O prefeito elogiou muito, na tribuna, os servidores públicos e todos que compõem a administração municipal, e enfatizou com todas as letras que os resultados positivos se devem a todos eles.

Polis ressaltou que o objetivo fundamental do poder público é cuidar das pessoas, principalmente, nos piores momentos. “Na hora mais sombria, crítica, como recentemente na pandemia, com desemprego e fome. Aí o governo entra para criar uma solução”, afirma.

Saúde

A área da saúde foi muito exigida nos últimos dois anos, comenta o prefeito, e, neste momento, a Prefeitura de Erechim deu uma resposta efetiva, fazendo investimentos no Hospital Santa Terezinha, nas unidades básicas de saúde (UBSs) e no combate à pandemia com mais de R$ 14 milhões aplicados. “Salvando muitas vidas. Chegamos a ter 30 leitos de UTIs na hora mais crítica da crise sanitária, e se precisasse de mais recursos iríamos buscá-los, porque era necessário”, afirma.

Polis observa que o município aplicou 190 mil doses de vacinas para imunizar a população em 2021, e atualmente, já chegam a 215 mil doses. “Isso não é pouco”, afirma.

Grande plano de saúde

“O Hospital Santa Terezinha é como se fosse um grande ‘plano de saúde’ para toda a comunidade, e quando precisou reforçamos o atendimento. Isso é importante saber, porque quando não havia mais saída o município estava presente investindo recursos para atender o que foi preciso. Quantas pessoas foram salvas pela vacinação e pelo Hospital Santa Terezinha. Quantas pessoas acudimos na hora mais sombria”, questiona Polis.

Educação

O prefeito lembra também de todas as ações na área da educação, que no início do seu governo tinha quase 1400 crianças, famílias, esperando uma vaga para escola. “E todas foram para escola, e muitas aguardavam há dois anos. Depois abrimos mais 1200 vagas que foram preenchidas. E, agora novamente já são mais 1400 e ainda faltam 300 para resolver. E são escolas de alto padrão tanto na parte educacional quanto na infraestrutura”, comenta.

 

Polis observa que reflexos da boa educação beneficiam, diretamente, os estudantes e, também, as famílias, reduzindo o custo de vida, além de receber um investimento público de qualidade, que proporciona oportunidade de uma vida melhor no futuro, diminuindo as diferenças de renda.

Ele citou o investimento da nova escola Caras Pintadas em que o município investiu mais de R$ 10 milhões para atender mais de mil alunos. “Em setembro, por aí, vamos entregar mais uma escola, a Maria Clara”, afirma.

Ginásio municipal

E na área da educação e lazer, o prefeito também destacou que a comunidade, enfim, vai ter um ginásio municipal, uma obra aguardada há 20 anos pelo menos. “Local que também vai abrigar escola do CEJA e na parte da frente a Secretaria de Educação, que não vai pagar mais aluguel”, afirma.

Uniforme escolar

O município investiu também em uniformes escolares, que significam mais dignidade, cidadania. “Dá mais equidade social”, explica.

Sistema de ensino

Polis também ressaltou o novo sistema de ensino que só existem em cerca de 100 cidades brasileiras. “É uma verdadeira revolução na educação”, observa.

Infraestrutura

O prefeito ressalta que foram investidos no município cerca de R$ 20 milhões em obras, melhorias urbanas, tapar buracos e novos asfaltamentos. “Tudo isso traz qualidade de vida para a população”, comenta.

Transporte público

Os repasses de recursos, R$ 4 milhões, para o transporte coletivo urbano, mas para atender a necessidade de mobilidade da população e para esse transporte não parar. “Agora teremos que resenhar isso, não dá para ficar colocando recursos públicos a toda hora”, observa.

Subvenções

A Prefeitura de Erechim deu isenção de IPTU para bares, restaurantes, eventos, hotéis, setores que num determinado momento precisavam muito de auxílio em função da pandemia, que pararam.

Subsídios de juros

O prefeito lembrou das 400 micro e pequenas empresas que tiveram os juros subsidiados.

Distrito Industrial Norte

Os investimentos no Distrito Industrial Norte para 39 empresas se instalem, gerem renda e impostos para serem investidos em saúde, educação. “E, também adquirimos uma área na frente para instalar pequenas empresas. Erechim é um organismo vivo e em movimento”, afirma.

Alimentação

Ano passado, a Prefeitura de Erechim, com recursos próprios, distribuiu 7500 cestas básicas. “No momento agudo da pandemia, tem fome tem que ter alimento disponível, essa era a determinação para a Secretaria de Assistência Social e foi isso o que ela fez. E ninguém em Erechim pode passar fome”,afirma.

Projetos aprovados

No meio de uma crise sanitária e econômica, Erechim teve 1500 projetos aprovados pela Secretaria de Obras. “Isso não é pouca coisa, são em média 120 projetos por mês e mais de 5 por dia”, ressalta. E no mês de fevereiro, deste ano, já são 130 projetos aprovados. “Isso gera reflexos na arrecadação”, comenta. E, acrescenta, “ainda tem muito a fazer e a função do Executivo e do Legislativo, como poder público, é equilibrar as oportunidades para quem tem pouco”.