Você está em: Home / Notícias / Educação no trânsito: mais duas escolas recebem informações para conscientização e prevenção de acidentes

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

TRANSITO
23 de Fevereiro de 2022

Educação no trânsito: mais duas escolas recebem informações para conscientização e prevenção de acidentes

As ações de conscientização no trânsito continuam nas escolas com a “Operação volta às aulas”, que aborda direitos e deveres de pedestres e motoristas. Na semana que passou, as atividades foram realizadas na Escola Municipal de Ensino Fundamental Luiz Badalotti e no Colégio Marista Medianeira, momento em que foram repassadas informações sobre segurança e humanização do trânsito, com foco na prevenção de acidentes, respeito e empatia ao próximo.

Locais proibidos

Além disso, comenta a chefe do setor de Educação para o Trânsito, Edilene Wilke, a palestra abordou o sistema de estacionamento dos veículos no município, mostrando os locais proibidos, como nos canteiros centrais, as vagas de veículos escolares. “Os motoristas não podem colocar os carros nestes locais porque impossibilita a parada dos veículos escolares, prejudicando o fluxo viário e colocando em risco os próprios alunos nas horas de mais movimento”, afirma.

Normas de circulação

As normas de circulação como, por exemplo, evitar a contramão e a parada “rápida” que os pais costumam fazer para deixar os filhos nas escolas, também foram abordados com o público presente. “Todos esses assuntos são significativos e necessários para o bom funcionamento e segurança no trânsito. Os responsáveis pelos estudantes não podem parar em fila dupla, e muito menos descer do veículo, porque caracteriza estacionamento, já que essa ação atrapalha o fluxo viário e pode causar acidentes”, afirma Edilene.

Tem que ter consciência

“As palestras visam incentivar a conscientização no trânsito por parte do condutor, nova postura, para que ele seja mais responsável e consequente ao dirigir, já que é ele que está guiando o veículo e decide o que fazer”, afirma o secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi. E, acrescenta, “sem a colaboração do motorista não tem como ter um trânsito seguro e que funcione para pedestres e condutores”.

As palestras contam com apoio da Polícia Rodoviária Federal. Por fim, a chefe do setor de Educação para o Trânsito ressalta que é preciso investir cada vez mais em ações educativas, a exemplo da ‘Operação volta às aulas’, porque elas contribuem para mudar o comportamento e construir um olhar diferente para os riscos no trânsito. “E, desta forma, com uma postura preventiva e consciente vamos colaborar para a diminuição dos acidentes”, diz Edilene.