Você está em: Home / Notícias / Trânsito: celular no volante significa acidente e multa

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

TRANSITO
11 de Fevereiro de 2022

Trânsito: celular no volante significa acidente e multa

Celular e direção não combinam. Erechim teve 714 autos de infração, em 2021, relacionados ao uso de celular ao dirigir. Além de colocar em risco a vida do condutor, pedestres e outros motoristas, olhar o telefone ao dirigir é uma infração de trânsito sujeito a multa, e aumenta em 400% o risco de acidentes. E se há uma regra básica no trânsito é a de que ele exige a colaboração de todos – entre pedestres e motoristas - para funcionar bem e com segurança.

Principal causa

Segundo o diretor de Trânsito da Prefeitura de Erechim, Eleniltom Jose Pires de Lima, quando o assunto é direção, segurança deve vir sempre em primeiro lugar. “O uso do celular no trânsito é uma das maiores causas de colisões e atropelamentos atualmente nas ruas e estradas brasileiras”, explica.

Desde novembro de 2016, a infração de trânsito para quem usa o celular ao dirigir passou de R$ 85,13 para R$ 293,47. A medida foi tomada perante o alto índice de acidentes causados por essa prática.

Aumenta 400% o risco

De acordo com o Detran, afirma Eleniltom, o uso de celulares no trânsito aumenta em 400% o risco de acidente. “Ao utilizar o celular no volante, você não só desvia o foco da visão e da audição como diminui a percepção de possíveis riscos do trânsito. Mesmo com o carro parado no semáforo, o motorista que utilizar o celular cometerá uma infração”, ressalta.

Ação colaborativa

“Tanto motoristas quanto pedestres precisam estar cientes de que o trânsito exige uma ação colaborativa de todos aqueles que o formam”, explica. Eleniltom enfatiza que ao usar o celular no trânsito, o condutor coloca em risco não só a própria vida como a de todos aqueles ao seu redor. “Em casos de emergência, procure parar o carro em local apropriado, antes de aceitar uma ligação”, pontua.

Conscientização

O secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi, afirma que o município de Erechim está atento a essa situação e, por isso, trabalha a conscientização e ações educativas sobre trânsito com crianças, nas escolas, com pais, responsáveis e motoristas, por meio da “Operação volta às aulas”, que inicia na próxima segunda-feira (14).

Como funciona essa iniciativa, explica Rossi, os servidores do Departamento de Trânsito visitam as escolas para repassar orientações sobre direitos e deveres no trânsito. Esse trabalho conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.