Você está em: Home / Notícias / “A Prefeitura de Erechim tem um trabalho muito bom de Educação Fiscal”, disse delegado da Receita Estadual

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

GERAL
10 de Fevereiro de 2022

“A Prefeitura de Erechim tem um trabalho muito bom de Educação Fiscal”, disse delegado da Receita Estadual

Os professores do Sistema Municipal de Ensino de Erechim participaram, hoje (10), de uma capacitação sobre Educação Fiscal, no Polo de Cultura, no Parque da Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (ACCIE) de Erechim, com o auditor fiscal e delegado da Receita Estadual em Erechim, Amauri Secco.

Na ocasião, também foi apresentada a Comissão de Educação Fiscal de Erechim, que está formada por Claudionor Dassoler, Luciana Aparecida Tomazoni de Oliveira, Andressa Confortin, Vera Lúcia Leyser, Ana Paula Monteiro, Itamar Luís Dall'Alba, Elton Carlos Piran, katia Silene Rossi e Isabel Ana Marcheski.

A palestra já integra as ações, entre outras que serão realizadas neste ano, com os professores e alunos sobre Educação Fiscal, e foi acompanhada por mais de 200 professores presencialmente, e cerca de 250 via on-line nas escolas municipais.

Aprendendo a ser cidadão

“A Prefeitura de Erechim tem um trabalho muito bom de Educação Fiscal, que visa passar a ideia de cidadania e como os tributos influenciam as nossas vidas. Nós cidadãos não temos a percepção da importância dos tributos na nossa vida. Os tributos sustentam a nossa sociedade. E a Educação Fiscal é muito importante para os estudantes e professores, que precisam ter essa noção para saber repassar esse conhecimento”, disse Amauri Secco.

Segundo Amauri, mesmo que as pessoas não percebam tudo ao redor delas é pago com os recursos da tributação. “Segurança, iluminação pública, limpeza das ruas, tudo isso funciona através dos tributos”, afirma.

Assim, o primeiro caminho é fazer com que os impostos cheguem aos cofres públicos. “E depois, como cidadãos, cabe a nós cobrarmos a boa aplicação desses recursos. E por isso é importante pedir a nota fiscal, que é a base de tudo”, destaca.

O delegado da Receita Estadual comenta que “a população precisa entrar neste jogo com as secretarias da Fazenda para ajudar a fazer o imposto chegar até os cofres públicos, porque aí eles irão retornar para nós”.

Além disso, é importante a população fiscalizar a aplicação desses recursos no dia a dia. “Assista a uma reunião da Câmara de Vereadores, não fique alheio à realidade, e temos que ter consciência de que nós escolhemos quem nos comanda, então, os rumos das nossas vidas estão nas nossas mãos”, salientou.

Secretaria de Educação

A educação municipal já trabalha, há alguns anos, com o programa da Educação Fiscal, afirma a secretária de Educação, Verenice Lipsch. “Ouvir um auditor falar desse tema é fundamental, porque já estamos trazendo esta proposta nas escolas, que é importante para a vida como um todo das pessoas e famílias. Tanto do ponto de vista de cuidar a questão financeira, como também de cumprir a legislação e trazer mais tributos para o município de Erechim, que acabam sendo investidos na própria educação”, afirma.

Verenice ressalta que todo esse investimento que é feito na educação erechinense é devido a aplicação dos 25% do orçamento municipal, e parte desse valor vem dos impostos que as famílias pagam. “Quanto mais fomentarmos esse conjunto de pessoas trabalhando pelo mesmo objetivo, como pedir a nota fiscal, se estará contribuindo para ações maiores que se refletem na organização da sociedade. Assim, é importante as famílias se engajarem neste processo”, disse.

Educação Fiscal

O auditor fiscal de Tributos e presidente da Comissão de Educação Fiscal, Claudionor Dassoler, disse que a Educação Fiscal trabalha junto na formação dos alunos. “E são eles, os estudantes, que iniciam as mudanças dentro das famílias, que levam as novas ideias para os familiares. E a transformação vem por aí. E os professores são o elo entre o Estado e a família, que auxiliam estas mudanças”, afirma.

Secretaria da Fazenda

As palestras sobre Educação Fiscal, observa o secretário da Fazenda de Erechim, Valdemar Loch, são educativas e visam conscientizar a população, mostrar para o cidadão que ele pode colaborar com o desenvolvimento econômico e social do município. “A Educação Fiscal quer fomentar uma nova cultura com novos hábitos, para que o cidadão tenha consciência de suas responsabilidades e protagonismo no desenvolvimento da sociedade”, disse.