Você está em: Home / Notícias / A importância do isolamento social na prevenção do Coronavírus

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

SAÚDE
01 de Junho de 2020

A importância do isolamento social na prevenção do Coronavírus



A quarentena é uma forma de evitar a contaminação por doenças durante epidemias. Ela se aplica a pessoas saudáveis que estão isoladas por terem tido contato com a infecção. É uma forma de não contaminar outras pessoas até ter a certeza de que não está com a doença.

O período de quarentena é determinado pelo tempo de incubação do vírus, ou seja, o tempo em que os principais sintomas demoram para aparecer após a infecção – no caso do Coronavírus é de aproximadamente 15 dias.

O distanciamento social é uma medida voluntária – ou recomendada pelo governo – para evitar a disseminação de doenças altamente contagiosas e letais para toda a população o que preconiza a restrição da circulação de pessoas durante um período.

O isolamento é recomendado para pessoas que estão contaminadas com o vírus. Elas devem ficar em um quarto totalmente isoladas para evitar que a família se infecte. Essa medida deve ser ainda mais reforçada quando alguém que mora na mesma casa é idoso ou está dentro do grupo de risco.

Alguns cuidados na quarentena para prevenir o vírus:

Medidas de higiene: limpar e arejar frequentemente a casa, higienizar as mãos com frequência usando água e sabão ou álcool gel (70%) e limpar maçanetas, interruptores e outros lugares frequentemente tocados com as mãos, são algumas das medidas fundamentais para evitar a doença.
Contato físico: manter a distância de pelo menos 1,80 metros e evitar visitas a pessoas do grupo de risco caso haja suspeita ou tenha tido contato com alguém contaminado nas duas últimas semanas. Evitar contato físico como o aperto de mãos, beijos e abraços; cobrir o nariz e boca com o cotovelo ou lenço ao espirrar e tossir.

Máscaras: o equipamento deve ser usado principalmente por idosos, pessoas no grupo de risco, resfriados, gripadas, pacientes com suspeita de Coronavírus ou quem teve o caso confirmado. É recomendado que o equipamento seja trocado a cada duas horas ao ficar sujo ou úmido. É importante evitar tocar na parte frontal da máscara e quando for retirá-la sempre fazer isso pelas laterais ou pela parte de trás. Também é essencial evitar tocar no rosto, boca, nariz ou cabelo.

Sintomas e quando ir ao hospital: é importante evitar ir ao hospital se apresentar apenas sintomas leves semelhantes à gripe – o correto, neste caso, é intensificar o isolamento social. É necessário procurar um médico caso haja febres muito altas e persistentes, dificuldade para respirar ou dores intensas.