Você está em: Home / Notícias / Escola Municipal D. João Aloísio Hoffmann aborda a Educação Fiscal

NOTICIAS

A+ A- texto
normal

EDUCAÇÃO
03 de Setembro de 2018

Escola Municipal D. João Aloísio Hoffmann aborda a Educação Fiscal

 

 Abordar a Educação Fiscal na Educação Infantil contribui para o desenvolvimento de um pensar crítico sobre o uso consciente do dinheiro a partir de atitudes individuais que contribuem para o bem coletivo.

Seguindo esta retórica, ocorreu o cadastramento das famílias no Programa Nota Fiscal Gaúcha que faz parte do Projeto “Educação Fiscal: Seja um cidadão legal!” desenvolvido ao longo do ano letivo, com as quatro turmas do nível Pré B, da EMEI D. João Aloísio Hoffmann, atividade acompanhada pelas professoras e coordenadora pedagógica

“As propostas práticas e reflexivas sobre economia são importantes para as crianças, e suas atitudes influenciam suas famílias refletindo positivamente no meio social em que estão inseridas”, pontuam as professoras.

Entre as atividades, está o fato de envolver as famílias nas propostas e ações de cidadania, como a participação no Programa Nota Fiscal Gaúcha e conhecer a importância de pedir a nota fiscal para que os recursos retornem em forma de serviços à população.

Inicialmente, a divulgação do cadastro foi direcionada para as famílias dos estudantes do Pré B, por meio de bilhete explicativo na agenda escolar. Tendo bons resultados, o convite se estendeu para as demais famílias em reunião de pais, abrangendo a totalidade de 235 estudantes.

A ação de cadastro das famílias no Programa Notal Fiscal Gaúcha, durou 10 dias e atingiu bons resultados.

De acordo com as professoras, muitos desconheciam o programa e seus benefícios. “Identificamos como dificuldade, o uso do computador, da internet e a utilização de e-mail. Com o auxílio das professoras, foi criado e-mails para consolidar a inserção no Programa.  A maioria das famílias relatou não utilizar esta ferramenta”, pontuam.

 

“A escola se sente feliz por realizar seu papel social na comunidade em que está inserida, pois o processo educativo rompeu barreiras. A criança aprende e motiva as famílias a estarem presentes e acompanharem a vida escolar. Cidadania ao alcance de todos, que se sintam parte da sociedade e possam usufruir de seus direitos e obrigações como cidadãos”, relata a equipe pedagógica.