Prefeitura Municipal de Erechim - UPA Erechim inicia atendimento nesta quinta-feira (10)
Conteúdo

https://www.pmerechim.rs.gov.br//noticia/10784/upa-erechim-inicia-atendimento-nesta-quinta-feira-10

09/03/2016

UPA Erechim inicia atendimento nesta quinta-feira (10)

Executivo municipal realizou solenidade de entrega da Unidade nesta quarta-feira, dia 9

Executivo municipal realizou solenidade de entrega da Unidade nesta quarta-feira, dia 9

A partir das 7h30 desta quinta-feira (10) o cuidado com a saúde do cidadão erechinense ganhará um reforço importante: a UPA Erechim. A estrutura abrirá suas portas para realizar o atendimento intermediário entre as Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) e o pronto socorro da Fundação Hospitalar Santa Terezinha - naquilo que tecnicamente é chamado de atenção secundária. O funcionamento do serviço foi detalhado pelo prefeito Paulo Polis durante o ato de entrega da Unidade nesta quarta-feira, 9.
Estiveram presentes durante solenidade a vice-prefeita de Erechim, Ana Oliveira, o presidente da Câmara de Vereadores, Lucas Farina, o coordenador da 11ª CRS, Marcos Moretto, o secretário de Saúde, Plínio Costa Jr., representantes dos hospitais de Caridade e Fundação Hospitalar Santa Terezinha, médicos, profissionais de saúde, servidores públicos, secretários municipais, vereadores, representantes de entidades de saúde, civis, militares, de segurança, educacionais, sindicatos, associações e imprensa.
Para o prefeito Paulo Polis se o momento é de celebrar uma conquista, também é o momento de focar cada vez mais em oferecer serviços de saúde de qualidade para a população. “Estamos, hoje, ao entregarmos a UPA Erechim, passando a oferecer um novo serviço de saúde à população de nossa cidade. E esta conquista deve ser celebrada. Se olharmos ao nosso redor, inúmeros serviços de saúde estão fechando as portas. Mas, não aqui. Isto não quer dizer que as dificuldades também não nos atinjam. Sim. Elas também nos preocupam, mas estabelecemos como prioridade da gestão áreas vitais como saúde e educação. A UPA é mais uma prova disso”, declara o prefeito.
O secretário de Saúde Plínio Costa Jr. reforçou o comprometimento com o bom atendimento e com a qualidade dos serviços prestados. Já o presidente da Câmara, Lucas Farina parabenizou o município de Erechim pela solução encontrada para que a UPA pudesse ser entregue à comunidade de Erechim.

15 UPAS fechadas no RS
Inicialmente, a UPA de Erechim atenderá 12h (das 7h30 às 19h30) de segunda a sexta-feira e será mantida com recursos vindos apenas do caixa da prefeitura de Erechim. A medida visa garantir a pronta entrada em funcionamento da unidade que está concluída desde o fim de 2015, mas se manteve fechada pela ausência da garantia de repasses para seu custeio por parte dos entres federais e estaduais. No Rio Grande do Sul, há 15 UPAs nesta situação (concluídas, mas fechadas), segundo a FAMURS.
“Com a dificuldade do repasse para o custeio por parte da União e do Estado, a solução encontrada - a partir de discussão já em andamento com o Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual - foi de abrirmos a UPA conforme nossas pernas e de forma responsável. Afinal, num momento em que todos clamam por mais saúde, não seria razoável manter uma estrutura como aquela de portas fechadas. Ou abríamos com 12 horas de atendimento, ou mantínhamos a estrutura fechada”, destacou o prefeito.
O custo mensal da UPA de Erechim será de R$ 120 mil, com um clínico geral 12h, 3 enfermeiros e mais técnicos de enfermagem e equipe administrativa.
Estima-se que cerca de 150 pessoas poderão ser atendidas no local, que também abrigará a UBS do Centro (que deixará de pagar R$ 6 mil em aluguel), o Centro de Referência da Mulher, um Ambulatório de Feridas Crônicas, farmácia, além de serviços odontológicos, serviços de fisioterapia e acupuntura.

TAC com Ministério Público e Procuradoria Federal
Em audiência pública realizada na sexta-feira, dia 4, ficou definido a elaboração de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre a Prefeitura de Erechim, Ministério Público Estadual e Procuradoria Federal da União, o que permitiu a entrada em funcionamento da unidade para esta quinta-feira. Conforme o procurador da República, Carlos Eduardo Raddatz Cruz, a Prefeitura de Erechim acerta em trazer essa proposta para que a UPA seja colocada em funcionamento e passe a atender a comunidade local.
O promotor federal lembrou que Erechim não desistiu do processo, destacando que há muitos exemplos de UPAs que abriram e fecharam suas portas por falta de repasse, além de outras que simplesmente estão fechadas. Para ele, é preciso reconhecer que o município de Erechim está trazendo uma solução para a UPA.
Por fim, ficou acordado que o governo municipal, a partir do momento em que União e Estado assumam o compromisso e a regulartização nos repasses, trabalhe para que a UPA torne-se um serviço 24 horas, atendendo a portaria para a qual a mesma foi construída.

Entenda o que é atenção básica, secundária e terciária de saúde
ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE - Atendimento primário/UBS
•    A atenção básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange:
•    Promoção e a proteção da saúde;
•    Prevenção de agravos;
•    Diagnóstico, tratamento, reabilitação, redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver uma atenção integral que impacte na situação de saúde e autonomia das pessoas e nos determinantes e condicionantes de saúde das coletividades.
•    Unidades Básicas de Saúde (UBS) são locais onde a população pode receber atendimentos básicos e gratuitos com foco na prevenção de doenças.
•    O município de Erechim conta com atendimentos em Pediatria, Ginecologia, Clínica Geral, Enfermagem e Odontologia.
•    Os principais serviços oferecidos pelas UBS são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, coleta de material para preventivo de câncer de colo uterino solicitação de mamografias, tratamento e profilaxia na odontologia, fornecimento de medicação básica e encaminhamentos para especialidades quanto necessário.


ATENÇÃO SECUNDÁRIA/Intermediário - UPA ERECHIM
•    A atenção secundária é formada pelos serviços de nível ambulatorial e pré-hospitalar, realizando atendimentos intermediários entre a atenção primária (unidades básicas de saúde) e a terciária (hospitalar).
•    A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de ERECHIM conta com uma grande estrutura física que atenderá pacientes oriundos das unidades básicas de saúde, naquelas situações de complexidade intermediária entre as UBSs e as portas de urgência hospitalares
•    Em conjunto com os postos de saúde e com a FHSTE irá compor uma rede organizada dando retaguarda para as demandas reprimidas nas unidades de saúde, aliviando o fluxo do pronto socorro. A UPA, assim, resolverá demandas reprimidas na atenção básica, e aliviará o PS da FHSTE, resolvendo questões que não são de urgência.
•    Um dos primeiros impactos, se projeta, é a redução das filas no prontos-socorros da FHSTE.
•    A UPA ERECHIM oferecerá estrutura simplificada, com um clínico geral prestando atendimento às questões agudas, como sutura, medicamento endo venoso, soroterapia nos casos de desidratações, nebulizações, lavagem de ouvido, curativos, eletrocardiograma, exame laboratorial e entrega de medicamento básico.
•    A UPA Erechim terá, inicialmente, 8 leitos de observação para pacientes que não precisam de uma internação hospitalar.
•    Vale salientar que hoje o hospital santa Terezinha suporta sozinho todos os pacientes que não conseguem uma consulta de atenção básica. Com a UPA, o município irá dobrar o numero de profissionais prestando pronto atentimento nas 12 horas do dia.
•    A UPA terá, ainda, uma equipe de enfermagem realizando todos as atividades inerentes à categoria.
•    Atendimentos de urgência a gestantes, traumas, engasgamentos, ferimentos por arma de fogo arma branca, hemorragias, cardiopatias, questões neurológicas, urologia, fraturas, continuam sendo atendidas no pronto socorro da FHSTE, nos mesmos moldes.

ATENDIMENTO DE URGÊNCIA/EMERGÊNCIA - Hospital Santa Terezinha
Uma situação de urgência é quando existe a necessidade de um atendimento com rapidez, na proporção da gravidade, mas sem risco iminente à saúde.
Urgência:
•    Afogamento;
•    Crise convulsiva;
•    Fraturas;
•    Acidente Vascular Encefálico (AVE);
•    Sincope;
•    Acidente por arma de fogo;
•    Acidente por arma branca;
•    Choque elétrico;
•    Crise hipertensiva;
•    Gestante com sangramento, dores e/ou perda de líquidos;
•    Queimaduras extensas.

Emergência
Já a emergência é toda situação que envolve riscos de morte, como:
•    Infarto; - Paradas cardiorespiratórias; - Hemorragias;
•    Engasgo; - Vítima inconsciente;
•    Gestante com qualquer situação de trauma.
Todos estes atendimentos seguirão sendo prestados APENAS pela FHSTE.

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde de Erechim