Prefeitura Municipal de Erechim - Projeto Vida e Saúde encerra atividades do semestre

https://www.pmerechim.rs.gov.br/noticia/10520/projeto-vida-e-sade-encerra-atividades-do-semestre

15/12/2015

Projeto Vida e Saúde encerra atividades do semestre

O Projeto Vida e Saúde, desenvolvido pela Prefeitura de Erechim, através da Secretaria de Saúde realizou atividade de encerramento do semestre com os integrantes do Projeto Vida e Saúde do Cantinho da Luz, Secretária de Saúde, Capoerê, Argenta e CAPS II. A nutricionista Cleusa de Vargas reforçou os objetivos a serem alcançados para o primeiro semestre de 2016. “O projeto Vida e Saúde é desenvolvido desde o ano de 2007 na rede básica de saúde do município, e tem por objetivo auxiliar no controle de peso de pacientes obesas promovendo mudança de hábitos alimentares e adoção de estilos saudáveis de vida”, explica a nutricionista. A atividade de encerramento contou com a apresentação do Coral CAPS II.
Cleusa ainda reforça que as mudanças de estilo de vida adotadas no último século trouxeram consigo significativas alterações nas causas de adoecimento da população. “Nas últimas décadas observa-se claramente o aumento da frequência das chamadas doenças crônicas, como pressão alta, diabetes, doenças do coração e diversos tipos de câncer. Essas doenças estão fortemente associadas a hábitos de vida não saudáveis, como o fumo e o álcool, mas fundamentalmente a alimentação inadequada – com a ingesta excessiva de carboidratos, açúcares e gorduras – e a redução da prática de atividades físicas”, pontua.
No entanto, segundo afirma a nutricionista Cleusa de Vargas, para que o tratamento da obesidade tenha sucesso faz-se necessário uma série de considerações. “Não podemos esquecer que na base dessa doença encontram-se profundamente enraizados estilos de vida inadequados, que se perpetuam por anos, provavelmente desde a infância, e que mais do que traçar um plano terapêutico para o paciente é fundamental que este paciente (e sua família) encontre-se motivado a aderir ao tratamento. Cada indivíduo deve ser avaliado integralmente – levando-se em consideração sua idade, doenças associadas e condições socioculturais e econômicas”, declara.

Dados Ministério da Saúde
Dados inéditos do Ministério da Saúde revelam que, pela primeira vez, o percentual de pessoas com excesso de peso supera mais da metade da população brasileira. A pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostra que 51% da população (acima de 18 anos) está acima do peso ideal. Em 2006, o índice era de 43%. Entre os homens, o excesso de peso atinge 54% e entre as mulheres, 48%.
No âmbito do setor saúde, cabe ao SUS realizar a vigilância alimentar e nutricional, realizar ações de promoção da saúde, como promoção da alimentação adequada e saudável e atividade física, garantir atenção integral à saúde dos indivíduos com sobrepeso e obesidade e atuar no controle e regulação da qualidade dos alimentos.
Com a convicção de que a obesidade é um importante problema de saúde pública, e que as equipes da rede básica de saúde encontram-se preparadas e engajadas é que desenvolvemos esse projeto que é realizado quinzenalmente na Secretária de Saúde das 8h30 às 9h30. O projeto é uma realização da Secretaria Municipal de Saúde e é coordenado pela nutricionista Cleusa de Vargas e pela psicóloga Janete Lazzari, com a colaboração dos demais profissionais das UBS, CAPS II e Secretaria de Saúde.